domingo, 10 de abril de 2011

Célula do dente de leite pode ter função curativa no tratamento de autismo


Uma nova descoberta fará pais guardarem os dentes de leite dos filhos. Pesquisadores brasileiros informaram que a polpa dos dentes ajuda a criar células-tronco que podem dar origem a qualquer outra do corpo humano.

O objetivo da técnica é usar para tratar crianças com autismo já que as células-tronco adultas dos dentes conseguem regredir e podem originar qualquer parte do corpo humano. A invenção pode tornar o processo de cura menos traumático.

Para chegar às células-tronco adultas do dente, houve o processo de regressão até um estágio pluripotente induzido (ou iPS, em inglês), que tem propriedades semelhantes às das versáteis células-tronco embrionárias.

De acordo com a pesquisadora líder do trabalho, Patrícia Beltrão Braga, da USP, as células dos dentes têm algumas proteínas encontradas nas células embrionárias. “Isso nos fez levantar a hipótese de que a reprogramação poderia ser mais rápida e eficiente”, ressalta ela. Há indícios que as células dentárias têm semelhanças com as do sistema nervoso.

Segundo o farmacêutico, tutor do Portal Educação, Ronaldo de Jesus Costa, há uma observação muito importante sobre a pesquisa, que é a questão da tendência da célula a se diferenciar em um tipo celular, ou seja, a questão da memória. “Se tende para um lado, então não seria bem uma célula tronco embrionária. Por isso, deixar de lado a ideia de utilizar embriões inviáveis para obtenção ainda é cedo, mas a possibilidade de utilização de células do tecido nervoso é muito promissora, uma vez que é um tecido com taxa de regeneração tendendo a zero”, explica Costa.


FONTE: http://www.campograndenoticias.com.br/saude/celula_retirada_do_dente_de_leite_pode_ajudar_no_tratamento_de_a.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário